Suplementos

Nossa indicação nutricional 

Catalase (enzima)

A catalase é uma enzima antioxidante, importante para os rins e fígado. Sua ação enzimática transforma a toxina peroxido de hidrogênio (conhecido como água oxigenada) em água e oxigênio. Uma curiosidade é que foi identificado uma baixa produção de atividade de catalase em cabelos brancos, isso abre a discussão que o cabelo branco além de disposição genética pode ser ocasionado por conta de excesso de peroxido de hidrogênio nos fios.

Glutationa

A Glutationa combate o envelhecimento, rejuvenesce as células, tem ação imunomoduladora (fortalece o funcionamento do Sistema Imune), antioxidante e detoxificante, ou seja, decompõe e neutraliza a ação dos radicais livres, protege as células de substâncias cancerígenas e da peroxidação lipídica (reação em cascata que ocorre nas células e forma radicais livres a partir da oxidação de gorduras).

Beta Caroteno

O beta caroteno é o precursor da vitamina A, é um antioxidante e estimulante do sistema imunológico. Sua ação retarda o envelhecimento auxiliando na renovação celular.

Licopeno

Considerado um carotenoide pigmento de cor naturalmente vermelho, tem a função de eliminação de radicais livre, pesquisas recentes têm revelado que é uma substancia importante na prevenção de vários tipos de doenças como câncer e doenças cardíacas. É um componente essencial para a saúde de nossos órgãos, como próstata, colon, fígado, pele e pulmões.

Vitamina A (retinol)

É responsável pelo revestimento dos pulmões, trato urinário, intestino, retina ocular e muito efetiva na integridade da pele, sendo assim uma das vitaminas mais importantes para o organismo. A vitamina A auxilia no combate a infecções, e ajuda na manutenção da pele. Excelente antioxidante, combate radicais livres tratando o envelhecimento precoce. Vitamina B1 (tiamina) A vitamina B1 é um composto que age de forma essencial no sistema nervoso e também faz parte do metabolismo dos carboidratos, lipídeos e proteínas e a estimulação do sistema nervoso periférico. Sua deficiência pode levar a doença denominada beribéri, que afeta os sistemas nervoso e cardiovascular.

Vitamina B2 (riboflavina)

Também chamada de riboflavina, ela é importante para a formação das células vermelhas do sangue. A deficiência é causada principalmente pela baixa ingestão dessa vitamina por um longo período. As necessidades da vitamina aumentam simultaneamente com o crescimento, a gravidez e a lactação. Produtos derivados do leite, folhas verdes e vísceras são fontes do composto orgânico.

Vitamina B3 (Niacina)

Vitamina B3 ou PP. Sua deficiência ficou conhecida como pelagra. Essa vitamina auxilia no metabolismo dos carboidratos e proteínas, participam da síntese das gorduras e da respiração. Carnes magras, aves, peixes, amendoins, leguminosas e a levedura da cerveja são as principais fontes de niacina. Anormalidades digestivas causadas pela deficiência do composto levam à irritação e à inflamação das mucosas da boca e do trato gastrointestinal, o que pode resultar em diarreia.

Vitamina B5

A vitamina B5, também chamada de ácido pantotênico, desempenha funções no corpo como produzir colesterol, hormônios e hemácias, que são as células que carregam o oxigênio no sangue. É amplamente conhecida por ser benéfica no tratamento de estresse e ansiedade crônica. Os sintomas mais comuns e irritantes de deficiência de vitamina B% é a queimação do pé, algumas pessoas sentem falta de sensibilidade nos pés acompanhada de dor inflamatória intensa, sensação de fadiga, fraqueza corpo alguns sintomas como insônia, anemia, vomito, contração dos músculos e desenvolvimentos anormais da pele.

Vitamina B6

Vitamina B6, é um micronutriente que desempenha diversas funções no organismo, já que participa em diversas reações do metabolismo, principalmente as relacionadas com os aminoácidos e as enzimas, que são proteínas que ajudam a regular os processos químicos do corpo. Além disso, também regula as reações tanto de desenvolvimento quanto de funcionamento do sistema nervoso, protegendo os neurônios e produzindo neurotransmissores, que são substâncias importantes que transmitem a informação entre os neurônios. Ela promove a produção de energia, alivia os sintomas de TPM, previne doenças cardíacas, melhora o sistema imune, melhora náuseas e enjoos durante a gravidez, previne a depressão, alivia os sintomas de artrite reumatoide.

Vitamina C

A vitamina C melhora a imunidade, isso porque faz com que o sistema imunológico fique fortalecido ao aumentar a produção de glóbulos brancos e anticorpos. Sendo assim capaz de impedir a atuação viral e bacteriana no organismo. Vitamina C também é muito benéfica para a pele estimulando a produção de colágeno, e combatendo radicais livres. Também promove o fortalecimento de ossos, dentes, tendões por conta do aumento da produção de colágeno, auxilia no tratamento da anemia promovendo uma melhor absorção de ferro pelo organismo.

Vitamina D3 (Colecalciferol)

É fundamental para o sistema imune, responsável pela defesa e a produção de substâncias antimicrobianas aumentando a imunidade. Regula o fornecimento de cálcio e fosforo ao organismo atuando nos ossos, intestino e rins. Deficiência de vitamina D está associada a risco de doenças crônicas, vasculares, tumorais, imunológicas, infecciosas. O baixo nível de vitamina D também está associado a Depressão.

Vitamina D (dihidroxicolecalciferol)

O metabólito 1,25 dihidroxicolecalciferol (calcitriol) é a forma ativa da vitamina D, apresentando meia-vida de 4 a 6 horas. Juntamente com a calcitonina e o PTH, regulam o metabolismo do cálcio. A sua carência é responsável por atraso na mineralização óssea (raquitismo e osteomalácia). Distúrbios renal, levam à deficiência de calcitriol com valores de outro metabólito, valores baixos de 1,25-hidroxicolecalciferol são encontrados na insuficiência renal e hipoparatireoidismo. Valores elevados de 1,25-hidroxicolecalciferol podem ser encontrados na gravidez, sarcoidose e na intoxicação vitamínica.

Vitamina E

É um importante antioxidante para o organismo com propriedades anti-inflamatórias e contribui para o controle do colesterol ruim e melhorar a fertilidade, pois tem uma função importante na produção de hormônios. Os sintomas da deficiência de vitamina E são: fraqueza muscular, problemas de visão, alterações do sistema imunológico, dormência, tremores, dificuldade em andar e há pesquisas que relatam infertilidade masculina.

Vitamina H (biotina)

Trata-se de uma vitamina hidrossolúvel produzida no intestino pelas bactérias e obtida por meio da alimentação, a biotina está relacionado ao metabolismo das gorduras, carboidratos e proteínas. Ela também é essencial para a saúde da pele, unhas e cabelos. A deficiência de biotina é extremamente incomum porque este nutriente está muito presente na alimentação. Contudo, quando acontece os sintomas da ausência do nutriente são, fraqueza nas unhas e cabelos, calvície, pele seca e escamosa e vermelhidão em volta do nariz e da boca. Outras complicações que podem ocorrer são conjuntivite, dermatite exfoliativa, dores musculares e lassidão, acompanhada de aumento da glicemia.

Vitamina K

A vitamina K, que apresenta como função principal a participação na síntese de proteínas relacionadas com a coagulação do sangue e com o metabolismo ósseo. A deficiência de vitamina K está relacionada com problemas como hemorragia e osteoporose. Além disso, a baixa quantidade dessa vitamina no organismo pode gerar sintomas como a presença de sangue em fezes e urina, manchas escuras na pele (equimose), saída de sangue pela boca, má-formação óssea e deposição de sais de cálcio na parede das artérias.
Fale Conosco
Enviar via WhatsApp